Editor

Editor

1. Hennessey Venom GT Spyder WRE

Em abril de 2016, o Hennessey Venom GT Spyder WRE enfrentou uma batalha contra o Bugatti pelo recorde de velocidade em uma única noite de produção. Pouco depois, lançou esse modelo conversível que foi o mais rápido do mundo chegando a 427,44 quilômetros por hora.

Hennessey Venom GT Spyder WRE

Por chegar a esta velocidade é considerado um super esportivo. Além disso, à nível estrutural tem reforços no pára-brisa e um santantonio na parte traseira semelhante à das competições. A sua produção foi limitada a 3 unidades. Seu preço? 1,3 milhão de dólares.

 

2. NextEV Hypercar

O carro em questão foi fabricado pela marca chinesa NextEV que participa da nova categoria de corrida, a fórmula E. Este hipercarro foi lançado para venda em 2017, exclusivamente para o mercado chinês.

NextEV Hypercar

Algumas de suas características são que ele acelera de 0 a 100 quilômetros por hora em 2,7 segundos e atinge uma velocidade máxima de 312 quilômetros por hora. O sistema de propulsão que ele tem equivale a 1.340 cavalos de potência por megawatt de energia que produz. Seu custo é de 1,31 milhão de dólares.

 

3. Maybach Landaulet

É o sedã mais caro do mercado, pelos 1,38 milhão que custa. Apenas ao vê-lo, e sem saber suas capacidades, destaca-se sua classe e luxo. Um teto completamente retrátil na parte traseira do carro é uma das características mais destacadas.

Maybach Landaulet

Possui uma geladeira para que os passageiros se sirvam e desfrutem de um conforto incrível. O motor bi-turbo V12 pode acelerar de 0 a 100 quilômetros por hora em 5,2 segundos.

 

4. Arash AF10 Hybrid

O preço de 1,5 milhão de dólares deste Arash AF10 Hybridse baseia-se nos cinco motores que possui, V8 de 6,2 litros e uma potência de 900 cavalos de força. Além disso, cada roda tem um motor elétrico de 1180 cavalos de potência que serve para superar os 320 quilômetros por hora em sua velocidade máxima.

Arash AF10 Hybrid

O super esportivo foi lançado em fevereiro de 2016 no salão do automóvel de Genebra, oito anos após o modelo base Arash AF10.

 

5. Koenigsegg Agera S

A empresa suíça que tem vários carros com características únicas que também se destacam pelo seu valor no mercado lançou este veículo que ultrapassa mil cavalos de potência. Equipado com um turbo duplo e um motor V8 de 5.0 litros que pode acelerar de 0 a 62 milhas em 2,9 segundos.

Koenigsegg Agera S

Além disso, atinge 188 milhas em menos de 23 segundos. Isso também é verdade, uma vez que pode ser comprado por uma respeitável soma de 1,52 milhão de dólares.

 

6. Aston Martin One-77

O Aston Martin One-77 é um dos carros mais exclusivos do mundo. Só foi produzido entre 2009 e 2012 em apenas 77 ocasiões, daí o seu nome. A integração que apresenta entre a leveza com fibra de carbono, seu interior de couro e o DNA esportivo da marca britânica levam esse espécime para outro nível. Seu valor é de 1,6 milhão de dólares.

Aston Martin One-77

O design radical que lhe dá elegância e detalhes agressivos confere personalidade a este carro. Foi apresentado pela primeira vez na exposição do Salão de Genebra em março de 2009. É muito parecido com um tipo de míssil sobre rodas, uma representação do poder que significa este super esportivo.

 

7. Zenvo TS1

1,6 milhões de euros em cada unidade da marca dinamarquesa Zenvo Automotive. A primeira vez que foi exposto ao público foi no Salão de Genebra no ano de 2016 e foi designado como o sucessor do super esportivo Zenvo ST1, que custou 1 milhão de euros.

Zenvo TS1

Esta nova versão possui um motor V8 de 5,2 litros com sobrealimentação. Sua potência varia de 650 a 1.000 CV, dependendo do modo de direção escolhido. A maior parte do chassi é de fibra de carbono para diminuir o peso e ganhar aerodinâmica. O “S” na denominação refere-se a Sleipnir, o cavalo montado por Odin na mitologia nórdica e considerado o mais rápido.

 

8. Koenigsegg Agera R

Novamente, a fabricante sueca está presente com o novo modelo “R” do Agera. O que é notável é que ele disputa palmo a palmo com a Ferrari e o Lamborghini entre os carros mais rápidos do mundo, tendo um nome muito menos reconhecido.

Koenigsegg Agera R

Um motor V8 de 5.0 litros e 1,140 cavalos de potência, um rugido único do motor único, 100 Km/h em 2,8 segundos e uma velocidade máxima de 273 milhas por hora são as qualidades deste carro de 1,6 milhão de dólares.

 

9. SCG 003S

O Salão de Genebra testemunhou a Scuderia Cameron Glickenhaus (SCG) que apresentou a versão de rua deste carro. Cada unidade deste carro contém 811 cavalos de potência.

SCG 003S

O preço do mesmo chega a 1,66 milhão de euros, valor muito alto para o homem comum, ainda que esse preço exasperante seja compreensível quando há apenas 3 que estão circulando pelo planeta.

 

10. Fenyr Supersport

O preço de 1,67 milhão de euros pago pelos poucos que puderam comprar este modelo de Fenyr, assim chamado por causa do mitológico lobo agressivo, explica-se por sua mecânica de 4,0 V6 de 900 CV. Este veículo pode atingir 400 km/h e acelerar de 0 a 100 km/h em 2,7 segundos.

Fenyr Supersport

Apresentado no Salão de Dubai em 2015, o Fenyr Supersport foi criado por Ralph Debbas, ex-participante da marca Aston Martin, que fabricou pouco mais de 40 unidades. O chassi é feito de alumínio, ao contrário do resto da carroceria, que é exclusivamente de fibra de carbono.

 

11. Lamborghini Centenario

Como se verá ao longo desta lista de carros de luxo, muitos deles nascem da iniciativa de celebração por algum evento. O caso do Lamborghini Centenario é pelos 100 anos de Ferruccio Lamborghini, fundador e fabricante de automóveis e tratores nos anos de 1920.

Lamborghini Centenario

Este espécime tem um motor V12 de 6,5 litros e 760 CV de potência com um valor de 1,75 milhão de euros. É o modelo mais potente da fábrica italiana, do qual foram produzidas apenas 40 unidades. Além de basear-se no Lamborghini Aventador, ele tem tração nas quatro rodas e uma aceleração de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos. Sua velocidade máxima é superior aos 350 km/h.

 

12. Koenigsegg One:1

Por 2 milhões de dólares, esta cápsula de velocidade pode ser sua, exceto, é claro, que é uma edição limitada. O One: 1 é baseado no Agera R , um super esportivo do mesmo fabricante sueco que estreou em 2011.

Koenigsegg One:1

O nome deste carro baseia-se no fato de que seu peso é equivalente aos cavalos de potência que ele contém. Único. 1.340 quilogramas que equivalem a 1.340 cavalos de potência para movê-lo a 273 milhas por hora. Existem apenas seis que estão em funcionamento no mundo. Este é um dos transportes sobre rodas mais rápidos que já foram fabricados. Seu quadro, muito semelhante ao de um Fórmula 1, é feito da famosa fibra de carbono.

 

13. Ferrari 599XX

Passando agora aos últimos carros mais valorizados no mercado mundial, encontramos o Ferrari 599XX. Existem apenas 29 pessoas que podem desfrutar de conduzir este veículo sendo de sua própria propriedade e, de fato, pessoas muito ricas pelo seu valor de 2 milhões de dólares.

Ferrari 599XX

720 cavalos de potência movem este veículo com seu motor V12 de 6,0 litros. O super esportivo acelera de 0 a 100 quilômetros por hora em menos de 2,9 segundos, embora tenha um ponto limitado de 196 milhas por hora.

 

14. Koenigsegg Regera

A fabricante sueca retorna para aparecer na lista com o Regera. O motor turbo duplo V8 de 5.0-litros e uma bateria de 4,5 kilowatts-hora gera 1.500 cavalos para alcançar seu máximo. Seu peso é mínimo, 3.240 libras e em 2.8 segundos atinge 60 milhas por hora. Este é um carro com propulsão alternativa. Por ser híbrido tem um preço de 2 milhões de dólares.

Koenigsegg Regera

Os estudos das centrais de Koenigsegg revelaram que essa besta atinge 186 milhas por hora em 10,9 segundos e 248 milhas por hora em 20 segundos. Este modelo levanta uma pergunta: para que ir mais rápido?

 

15. Koenigsegg CCXR

Antes que o modelo de Trevita chegasse ao mercado, seu valor aumentou significativamente, o último expoente do Koenigsegg CCXR foi o base que custava 2,17 milhões de dólares. Possui um motor de alumínio de 4,8 litros que produz 1018 cavalos de potência.

Koenigsegg CCXR

Os suecos construíram esta beleza do veículo que atinge 62 milhas em 2,9 segundos. O que mais se destaca em seu deslocamento é a aderência ao asfalto, independentemente das condições climáticas.

 

16. Lamborghini Sesto Elemento

Os Lambos costumam fanatizar o público que consome automobilismo. Não só aqueles que veem corridas, mas a sociedade em geral. Há algo em seu nome que atrai, além de seus modelos sedutores.

Lamborghini Sesto Elemento

O valor de 2,2 milhões é devido à obra-prima feita de uma fibra de carbono especial, em conjunto com o motor V10 de 570 cavalos de potência e aceleração de 0 a 100 quilômetros por hora em 2,6 segundos. Sua velocidade máxima é de 217 milhas.

 

17. Aston Martin Vulcan

O Vulcan é um dos modelos mais radicais que já saíram das fábricas da marca Aston Martin. A exclusividade fornecida pela empresa britânica com base em Gaydon Warwickshire é por ter feito uma produção limitada a 24 exemplares.

Aston Martin Vulcan

Este super esportivo com motor a gasolina V12 7.0 800 cv tem um custo de 2,3 milhões de euros. Seu peso de 1.360 kg é dividido em vários materiais: fibra de carbono, titânio, alumínio e aço. O típico modelo Aston Martin com uma grelha dianteira de dois metros que está a poucos centímetros do chão também faz parte deste Vulcan.

 

18. Ferrari F60 América

O custo desse veículo com um centro de gravidade realmente baixo é de 2,5 milhões de dólares. A fabricação deste exemplar foi com o propósito de celebrar os 60 anos da Ferrari nos Estados Unidos. Sua produção não foi em massa, apenas 10 unidades foram distribuídas pelo planeta.

Ferrari F60 América

A origem da sua carroceria é a F12Berlinetta. Pelo sentido de sua criação, carrega em seu interior as cores azul, vermelha e branca, da bandeira dos Estados Unidos. O detalhe mais notório está em seus assentos. Em contraste com o seu impressionante exterior, no interior possui um motor V12 de 740 cavalos de potência. Essa potência leva essa preciosidade de 0 a 60 milhas por hora em 3.1 segundos.

 

19. Bugatti Chiron

O Chiron é a forma evoluída do Bugatti Veyron. No ambiente do automobilismo, colocaram a barra muito alto após o aparecimento do Veyron, mas com o surgimento do Chiron ficaram chocados porque acreditavam que a linhagem sucumbiria no modelo anterior.

Bugatti Chiron

Seu valor de 2,5 milhões de dólares se reflete em suas características extremamente desportivas. 1.500 cavalos de potência produzidos por seu motor W16 de 8.0 litros e uma injeção que faz chegar a 60 milhas por hora em 2,5 segundos. Não só tem uma carroceria esportiva, mas também corre como uma. Não é o carro mais rápido do mundo, embora chegue a 261 milhas por hora (420 quilômetros por hora).

 

20. Ken Okuyuma Kode57

A história de Ken Okuyuma é muito particular. Ele, que nomeou o carro com seu nome, é a pessoa que projetou o design lendário da Ferrari Enzo. Sua decisão de formar sua própria empresa está lhe dando os retornos esperados.

Ken Okuyuma Kode57

Ele projetou este carro além do Maserati Quattroporte. Com o Kode57 ele se superou ao apresentar este super esportivo. Possui um motor V12, que gera 600 cavalos de potência e custa 2,3 milhões de euros.

 

21. Icona Vulcano Titanium

A fabricante AIcona, que tem suas raízes em Turim, Itália, disputa com as principais marcas de automóveis para posicionar na lista uma das suas mais recentes criações, o Titanium Vulcan . É um super esportivo que usa titânio, como o próprio nome diz, como o material principal e não a fibra de carbono ou alumínio, como a maioria dos outros carros.

Icona Vulcano Titanium

Este é um carro de alto desempenho que usa um motor a gasolina V8 de 6,2 litros e 670 CV de potência. O preço de 2,4 milhões de euros é baixo em comparação com muitos modelos mais caros, mas ele consegue estar entre os mais caros.

 

22. Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse

2,5 milhões de dólares é o preço de mercado deste Bugatti. A montadora francesa projetou este veículo de 1200 cavalos de potência com 16 cilindros e 8 litros. Sua aceleração é de 0 a 62 milhas em 2,6 segundos, enquanto sua velocidade máxima é de 255,5 milhas.

Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse

Está catalogado como um “Roadster” e fez parte do crescimento exponencial da marca Bugatti desde o lançamento do Veyron em 2005. Está catalogado como um “Roadster” e faz parte do crescimento exponencial da marca Bugatti desde o lançamento do Veyron em 2005.

 

23. Pagani Huayra BC

O Huayra BC brilha com seu modelo estético muito impressionante. Suas curvas o tornam muito semelhante a um carro de corrida. Possui um motor V12 de origem AMG,o preparador de carros que modificava carros Mecedes Benz. Este modelo BC, que foi apresentado no Salão de Genebra em 2016, é mais leve e, portanto, atinge maior velocidade. Seu custo atinge 2,6 milhões de dólares.

Pagani Huayra BC

O dado curioso deste carro é que sua denominação tem uma origem mitológica. Huayra é o nome do deus inca dos ventos. Em referência a isso, Pagani Huayra BC é um dos veículos mais rápidos da face da Terra. Chega a 155 milhas por hora. Seu spoiler traseiro combinado com fibra de carbono e outros materiais leves, gera um panorama aerodinâmico.

 

24. Bugatti Vision Gran Turismo

A forma do design que mostra ao andar o assemelha a um carro de videogame. Este protótipo é semelhante ao Bugatti Veyron feito de fibra de carbono, alumínio e borracha que foi apresentado no salão de Frankfurt em 2015.

Bugatti Vision Gran Turismo

O carro foi elaborado com a participação do Grupo Volkswagen entre tantos outros participantes. Poderia superar os 400 quilômetros por hora que a marca buscava para superar o Veyron. Seu valor é de 3 milhões de dólares.

 

25. Ferrari J50

O design a´presentado pela marca criada anos atrás por Enzo Ferrari foi baseado no modelo 488. Este novo J50 vem com um motor V8 de 3,9 litros e 700 cavalos de potência. Como sempre, o design da Ferrari ganha todas as atenções em quase todos os salões de exposições de automóveis. Apenas 10 unidades foram fabricadas, o que fez chegar seu valor a 3 milhões de dólares.

Ferrari J50

 

26. Mercedes-AMG R50

Este veículo foi lançado como uma homenagem aos 50 anos de AMG, o preparador de carro que se juntou à Mercedes em seus inícios. É inspirado por um modelo de Fórmula 1 e pode alcançar os 1.300 CV de potência graças aos três motores que possui, dois elétricos e um de combustão.

Mercedes-AMG R50

A ideia é que o peso, a aerodinâmica e a tecnologia que vem da Fórmula 1 sejam protagonistas deste exemplar. Em outras palavras, é um carro de rua com um motor V6 de competição F1. Além de hiper-singular é hiper-caro, tem um custo de 2,7 milhões de euros.

 

27. Ferrari Pininfarina Sergio

Este modelo da famosa marca italiana tem um custo de pelo menos 3 milhões de dólares. A partir desta base e se você quiser fazer alguns retoques que o individualizem ainda mais, seu preço pode aumentar consideravelmente. Ainda que o Ferrari Sergio não seja o carro mais caro nesta lista, é um dos mais procurados no mundo.

Ferrari Pininfarina Sergio

O preço desse modelo deve-se a que seu número é limitado. Somente seis unidades foram feitas deste carro que é puro estilo. O modelo básico deste carro é uma Ferrari 458 Spider, mas com uma nova carroceria e interior. A diferença com o Spider é que é mais rápido por ser mais leve e por seus 562 cavalos de potência. O curioso sobre esse modelo e o que o torna ainda mais exótico é que o fabricante escolhia os compradores e não o contrário, como costuma acontecer.

 

28. Bugatti Veyron Mansory Vivere Edição limitada

Este desportivo surgiu no mercado como Messi no ambiente de futebol, maravilhando a todos. Que o Veyron seja a edição da linha Mansory Vivere transforma-o em um dos carros mais rápidos do mundo, e dos mais caros também por seus 3,4 milhões de dólares.

Bugatti Veyron Mansory Vivere Edição limitada

1.200 cavalos de potência é o que gera essa mistura de fibra de carbono em sua maior parte, combinada com luzes LED e aerodinâmica impecável. A cabine e a grade dianteira redesenhadas adicionam um toque extra de personalidade. Por que é um dos mais rápidos? Alcança 254 milhas por hora (409 quilômetros por hora).

 

29. W Motors Lykan Hypersport

Este modelo talvez seja o mais parecido com o célebre batmóvel do Batman que você poderá ver. Este supercarro desempenhou um papel em um filme. Como não poderia ser de outra forma, apareceu em Fast and Furious 7. A franquia Lykan Hypersport está qualificada para fazer modelos exóticos e criações únicas por encomenda para aqueles que podem pagar, obviamente, como esse que tem um custo de 3,4 milhões de dólares.

W Motors Lykan Hypersport

Os faróis deste carro têm jóias incrustadas. Outro detalhe que dá personalidade ao Hypersport são as portas que se abrem no modo de tesoura e um interior de filme. Quanto ao seu motor, ele tem 770 cavalos de potência. Em 2,8 segundos ele chega a 62 milhas por hora e sua velocidade máxima é de 240 milhas por hora.

 

30. McLaren P1 LM

A potência que atinge esse exemplar é de 1.000 CV. É mais leve que o McLaren P1 GTR e tem um preço de venda de 3,3 milhões de euros. Este modelo é um híbrido que é habilitado para transitar nas estradas graças a Lanzante Motrosport que acompanha o nome do mesmo com a sigla LM.

McLaren P1 LM

Este McLaren tem uma dupla fuga de competição e no interior tem um volante inspirado na Fórmula 1, o mesmo com o qual Lewis Hamilton foi campeão em 2008. Apenas 24 unidades foram feitas, o que torna sua exclusividade um ponto forte. Seus mil cavalos de potência devem-se ao seu motor V8 biturbo de 3,8 unido à assistência elétrica.

 

31. Ferrari LaFerrari Aperta

A versão conversível da LaFerrari foi vendida antes de começar sua fabricação. Eles estavam à venda por 3,4 milhões de euros. Este valor será alcançado se você levar em consideração todas as opções extras disponíveis que podem ser adicionadas a este modelo.

Ferrari LaFerrari Aperta

A tecnologia híbrida assume esse carro que possui 963 cv de potência neste recurso de cupê. A produção deste protótipo, que possui um teto conversível formado por duas peças de fibra de carbono armazenados sob o capô dianteiro, não excedeu cem unidades no mercado. Ele atinge 350 quilômetros por hora e é o carro mais poderoso que a Ferrari já fez.

 

32. Aston Martin – Red Bull 001

Este novo exemplar da montadora britânica tenta unir os carros de rua com os carros de corrida. É por isso que a Aston Martin juntou-se à bem-sucedida equipe de Fórmula 1, Red Bull. Ao unir seus conhecimentos nos diferentes campos é que conseguiram dar vida a esse novo design.

Aston Martin – Red Bull 001

O motor dessa fusão de intenções será um propulsor V12 atmosférico, juntamente com a tecnologia do campo das corridas profissionais. Alguns dos detalhes extrapolados para este carro são os sistemas de recuperação de energia, o KERS. Não são mais de 150 unidades produzidas deste carro que custa 3,5 milhões de euros.

 

33. Aston Martin Valkyrie

A ideia de lançar este carro nasceu de uma fusão de trabalho entre a fabricante de automóveis inglesa Aston Martin e a equipe da Fórmula 1 Red Bull Racing. A proposta, que se adaptou perfeitamente, era implementar um design de carros de corrida em um carro para uso diário. É por isso que se encontram elementos de carros de corrida e de competição mundial superior nele. Como um motor V12 de 6,5 litros que, entre outras coisas, dá-lhe um valor de 3,9 milhões de euros.

Aston Martin Valkyrie

 

34. Lamborghini Veneno

Alguém pagaria 4,5 milhões para comprar um veneno? Este Lambo definitivamente vale a pena. A primeira coisa que se destaca deste modelo incrível são as marcas que simbolizam a bandeira italiana, a origem do seu automóvel. O modelo Veneno não é mais do que a origem do Aventador, mas modificado. Como a Ferrari F60 America, este protótipo foi fabricado para a celebração de 50 anos de Lamborghini.

Lamborghini Veneno

A carruagem deste espécime é incrivelmente impressionante com curvas surpreendentes na parte frontal. Possui um motor V12 com 740 cavalos de potência que em 2.9 segundos consegue ir de 0 a 60 milhas por hora.

 

35. Koenigsegg CCXR Trevita

Este expoente é o carro mais rápido que você pode obter hoje neste mundo, mesmo que não pareça deste planeta. O Trevita tem 1.004 cavalos de potência que o leva ao topo pelo motor V8 de 4.8 litros. É simplesmente o carro mais rápido que existe na rua.

Koenigsegg CCXR Trevita

O toque que também o torna um dos mais caros é que parte do seu quadro é feita de diamantes. A montadora sueca produziu para este estereótipo um novo acabamento exterior chamado Koenigsegg Propietary Diamond Wave. Seu nome é baseado no fato de que a fibra de carbono a partir da qual este carro é criado é coberta de poeira de diamante.

 

36. Maybach Exelero

O Exelero tem a especialidade de que é único. Não por causa das características do motor, ou do design ou de qualquer funcionalidade específica que este carro possui, mas realmente há apenas um em todo o planeta.

Maybach Exelero

A empresa alemã apenas montou uma unidade devido ao alto preço de seu desenvolvimento. O produtor multimilionário Bryan “Birdman” Williams, que também é um cantor de hip hop, foi quem comprou esse veículo que não será visto dirigido por outra pessoa. O Maybach Exelero é uma combinação de luxo com características de um carro esportivo. Williams tem uma fortuna de cerca de 150 milhões de dólares e é por isso que pode pagar oito milhões da moeda americana por esse exemplar realmente singular.

 

37. Rolls-Royce Sweptail personalizado

A empresa britânica fez de sua marca uma das mais importantes no mercado, demonstrando o quão luxuosos são seus carros e a classe que eles destilam. O Rolls-Royce Sweptail foi introduzido na Itália em 2017 e o preço pago de 13 milhões de euros é devido ao fato de ter sido feito sob medida para um fã.

Rolls-Royce Sweptail personalizado

Ele próprio participou da criação do carro, juntamente com o diretor de design da empresa automotiva Giles Taylor. Foi Taylor quem descreveu isso como: “a coisa mais próxima da alta costura do ponto de vista automotivo“.

Chevrolet Corsa Wind 1.0 MPFI 2p

O Corsa, muito buscado pelos brasileiros nos dias atuais pelo custo/benefício, tendo em vista a praticidade e economia do dia a dia. Foi um modelo de automóvel da Chevrolet comercializado na América Latina e em alguns países da Ásia, baseado na geração B do Opel Corsa (1993-2000) produzido pela Opel, filial da General Motors na Europa. Também foi comercializado em alguns países com os nomes de Chevrolet Sail (Índia) e Chevrolet Barina, na Austrália pela Holden como Holden Barina, e na China como Buick Sail. Era fabricado nas versões hatch, sedan, station wagon e picape.

Cronologia
1994 - Lançamento na versão Wind com motor 1.0 de 50 cv e injeção de combustível monoponto (fevereiro).
1994 - Versão GL com motor 1.4 de 60 cv e injeção monoponto (junho).
1994 - Versão esportiva GSi 1.6 16V de 108 cv (outubro).
1995 - Câmbio encurtado e versão GL com quatro portas (agosto).
1996 - Motor 1.0 8V com injeção multiponto passa a 60 cv e versão GL recebe motor 1.6 de 92 cv.
1996 - Fim da versão GSi.
1997 - Série Piquet na cor amarela limitada a 120 unidades com motor 1.0 e duas portas (julho).
1998 - Série Champ em referência à Copa da França, baseada na versão Wind de duas portas e limitada a 1.820 unidades.
1999 - Versão Super com motor 1.0 16V de 68 cv, versão GL é substituida pela GLS (abril).
1999 - Para-choque dianteiro reestilizado e novas lanternas.
2000 - Faróis com refletor de superfície complexa e lente de policarbonato (setembro).
2001 - Série especial Milenium torna-se versão de linha.
2002 - Segunda geração e fim da geração anterior (abril).
2003 - Motor 1.8 Flex de 109/105 cv.
2004 - Versões da nova Geração passa a ser identificadas como Joy, Maxx, e Premium (agosto).
2005 - Motor 1.0 Flex e fim do motor 1.0 somente a gasolina (setembro).
2005 - Versão esportiva SS e aumento de potência do motor 1.8 para 114/112 cv (novembro).
2007 - Motor 1.4 Flex de 105/99 cv, acelerador eletrônico drive by wire, grade do radiador com barra cromada. Versões de acabamento: Maxx, intermediária, e Premium, topo de linha. A motorização 1.0 disponível com os pacotes Joy, de entrada, e Maxx, e o bloco 1.8 passa a equipar apenas as versões SS (Super Sport), no hatch e Premium, no sedan (junho).
2009 - Fim dos motores 1.0 e 1.8 (maio).
2009 - Kit de personalização Energy com saias laterais, spoiler dianteiro e traseiro, aerofólio e adesivos (dezembro)<br>2012 - Fim de produção da segunda geração do Corsa Hatch (julho).

Fácil de estacionar, manutenção baixo custo e consumo que atrai diversos consumidores, mesmo sendo um veículo ultrapassado, atende muito bem o dia a dia do brasileiro.

O consumo varia conforme as condições do veículo, de acordo com a ficha técnica a média registrada:
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Gasolina - 10,5 Km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Gasolina - 16,9 Km/l 

Análise de youtubers:

 

 

 


Veja algumas fotos:

Chevrolet Corsa Wind 1.0 2p

Chevrolet Corsa Wind 1.0 2p

Chevrolet Corsa Wind 1.0 2p

Chevrolet Corsa Wind 1.0 2p

Chevrolet Corsa Wind 1.0 2p

Chevrolet Corsa Wind 1.0 2p

 

Consulte a tabela fipe do ano desejado:
Pesquisar preço de carro tabela fipe

 

Ofertas:

https://carros.mercadolivre.com.br/chevrolet/corsa/corsa-wind-2p

https://www.webmotors.com.br/carros/estoque/chevrolet/corsa/10-mpfi-wind-8v-gasolina-2p-manual

https://www.olx.com.br/autos-e-pecas/carros-vans-e-utilitarios/gm-chevrolet/corsa

 

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

O Chevrolet Onix LT é o grande responsável pela liderança absoluta do hatch no mercado. Esta configuração é a mais vendida do modelo e pode ser encontrada com duas opções de motor (1.0 e 1.4) e câmbio (manual ou automático). 

A ida a bordo, por conta das janelas laterais pequenas – assim como o vidro traseiro – sua cabine acaba tendo mais lata do que o normal. Para pessoas mais altas, ela chega até a ser um pouco claustrofóbica. Outro ponto negativo é que a visão de trás ficou comprometida e é reduzida. A versão LT também não conta com regulagem de altura do volante, o que compromete a ergonomia. Como o banco é alto, a posição de dirigir é um pouco estranha para quem é alto, mas não chega a ser desconfortável.

O espaço interno, assim como o acabamento interno, agradam. Quatro adultos conseguem andar com conforto no Onix. Como novidade, a linha 2019 agora conta com apoio de cabeça e cinto de três pontos para todos os ocupantes. Por mais que um terceiro passageiro não tenha muito espaço no banco traseiro, pelo menos ele viaja com mais segurança. Vale lembrar que desde a linha 2018 o modelo já tinha recebido reforços na estrutura, o que melhorou sua nota no Latin NCAP.

Outra mudança na linha 2019 foi no painel de instrumentos, que ganhou fundo preto para o mostrador de velocidade. A visibilidade das informações é muito clara no modelo e, como o velocímetro é digital, é muito fácil saber a quantos km/h se está.

Vale a compra? O atual líder de vendas é um bom carro urbano, por ser o carro mais vendido há mais tempo do Brasil, é evidente que o Onix tem seus méritos. Ele não só conseguiu desbancar o Gol e o Palio – sendo que este já até saiu de linha, como também se tornou uma espécie de sucessor espiritual do hatch da VW. Por mais que seus rivais vendam bem, principalmente HB20 e Ka, eles não conseguem se aproximar das vendas do Chevrolet. Pode não ter o motor mais moderno da categoria, mas entrega desempenho dentro das expectativas e não consome muito mais que seus rivais. A manutenção simples de seu propulsor também é um de seus trunfos, já que é um conjunto que está no mercado há muito tempo.

O consumo varia conforme as condições do veículo, de acordo com a ficha técnica a média registrada:
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Álcool - 8,8 km/l
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Gasolina - 12,9 km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Álcool - 10,6 km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Gasolina - 15,3 km/l

Manter o posto de carro mais vendido do Brasil não é tarefa fácil, principalmente quando discutimos sobre a batalha de preços, um dos fatores mais decisivos na hora da compra. Se esse é o motivo nº 1, em seguida o consumo de combustível do Onix com certeza é o que faz as pessoas pensarem duas vezes na hora de comprar. Apesar dos recentes aumentos de preço, a montadora continua privilegiando o Onix como um carro barato para, cada vez mais, abrigar as novas tecnologias da marca nos automóveis de sua linha.

 

Análise de youtubers:

 

 

 

 


Veja algumas fotos:

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

Chevrolet ONIX HATCH LT 1.0 8V FlexPower Mec.

 

Consulte a tabela fipe do ano desejado:

Consulte a tabela fipe do ano desejado:
Pesquisar preço de carro tabela fipe

 

Ofertas:

https://carros.mercadolivre.com.br/chevrolet/onix-hatch-lt-1.0-8v-5p-mylink

https://www.webmotors.com.br/carros/estoque/chevrolet/onix

https://www.olx.com.br/autos-e-pecas/carros-vans-e-utilitarios/gm-chevrolet/onix

 

Toyota Corolla XEi 1.8 Flex 16V Aut.

O duelo de razão e emoção passa longe, bem longe da versão de entrada do Toyota Corolla. Apenas os Corolla GLi mantém o motor 1.8 16V, que foi o principal motor do modelo de 1992, quando começou a ser importado para o Brasil, até 2010, quando o 2.0 16V roubou a cena por puro marketing. E nem dá para dizer que isso acontece porque o motor 1.8 flex não dá conta do recado. Pelo contrário, o desempenho é uma grata surpresa, mas a montadora optou por não equipar esta configuração com importantes itens. Assim, o Corolla GLi Upper é um carro focado em quem faz questão de ter um Corolla apenas por… ter um Corolla.

Mesmo em segundo plano há sete anos, o motor 1.8 ainda tem bastante fôlego. São 144/139 cv a 6.000 rpm e torque máximo de 18,6 mkgf/17,7 mkgf a 4.800 rpm, bons números para um motor deste deslocamento. O motor 2.0 gera 154 cv/143 cv a 5.800 rpm e torque máximo de 20,7 mkgf/19,4 mkgf a 4.000 rpm. É o torque maior que joga a seu favor nas retomadas, sensivelmente mais rápidas.

O ajuste de suspensão prioriza o conforto, mas não faz do Corolla um carro macio ao extremo. As irregularidades do asfalto são bem absorvidas, garantindo conforto aos passageiros sem trancos secos. Mesmo em curvas mais fechadas, a estabilidade é preservada. Neste ponto, vale lembrar que finalmente o sedã ganhou controles de tração e estabilidade, que entram em cena para corrigir falhas no trajeto e fazem toda a diferença na segurança. Apesar de ser básico mesmo em carros mais caros, demorou a chegar ao Corolla.

Custo-benefício, de série, até conta com bancos de couro, ar-condicionado manual, volante multifuncional, direção elétrica, computador de bordo, apoio de braço, chave canivete, coluna de direção com regulagem de altura e profundidade, vidros e retrovisores com acionamento elétrico. O sistema de som tem só rádio, CD, MP3, Bluetooth e entradas USB e auxiliar. De série, o carro conta com sete airbags.

Contudo, nem tela multimídia sensível ao toque, controle de velocidade de cruzeiro ou retrovisor eletrocrômico o modelo oferece. Esses “mimos” tão básicos fazem parte somente do pacote da versão 2.0 XEi. O resultado é um Corolla com interior de visual antigo e pouco intuitivo. A modernidade que o visual externo ostenta passa longe da cabine de passageiros.

A vantagem sobre o 1.8 é tão pequena quanto a diferença de consumo dos dois motores. Podemos falar em empate técnico. Apesar das qualidades técnicas, o Corolla 1.8 GLi Upper não tem equipamentos que justifiquem seu preço. Comprar uma versão com motor 2.0 é inevitável.

A versão seguinte, XEi 2.0 CVT, soma tudo aquilo que se espera de um sedã médio: ar-condicionado digital (uma zona), partida por botão, retrovisor interno fotocrômico, controle de velocidade de cruzeiro, faróis de neblina dianteiros, sensor crespuscular, computador de bordo com tela TFT colorida, sistema multimídia com tela de 7 polegadas, DVD, GPS, TV digital e câmera de ré.

Vale a pena? Não. Mesmo que o consumidor não faça questão de alguns equipamentos, itens básicos ficam de fora e podem prejudicar a revenda do modelo. Hoje em dia, é mais difícil emplacar uma boa oferta no mercado de usados sem sistema multimídia sensível ao toque, por exemplo. Especialmente na faixa de preços do Corolla. Por isso, vale mais a pena pesquisar um usado mais equipado ou modelos novos com mais itens. Quem preferir arriscar, leva para casa um carro com bons atributos mecânicos e a confiabilidade que a Toyota inspira no nosso mercado. 

O consumo varia conforme as condições do veículo, de acordo com a ficha técnica a média registrada:
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Álcool - 7,5 km/l
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Gasolina - 9,2 km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Álcool - 10,9 km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Gasolina - 13,5 km/l

 

Análise de youtubers:

 

 

 

 


Veja algumas fotos:

Toyota Corolla XEi 1.8 Flex Aut.

Toyota Corolla XEi 1.8 Flex Aut.

Toyota Corolla XEi 1.8 Flex Aut.

Toyota Corolla XEi 1.8 Flex Aut.

Toyota Corolla XEi 1.8 Flex Aut.

Toyota Corolla XEi 1.8 Flex Aut.

Toyota Corolla XEi 1.8 Flex Aut.

 

Consulte a tabela fipe do ano desejado:

Pesquisar preço de carro tabela fipe

 

Ofertas:

https://carros.mercadolivre.com.br/toyota/corolla/1.8-flex-16v-aut-toyota-corolla-xei

https://www.webmotors.com.br/carros/estoque/toyota/corolla/18-xei-16v-flex-4p-automatico

https://www.olx.com.br/autos-e-pecas/carros-vans-e-utilitarios/toyota/corolla

 

Ford KA 1.0 8V/1.0 8V ST Flex

O Ford Ka é um automóvel urbano muito popular em grandes metrópoles brasileiras, famoso por seu tamanho fácil de estacionar, pela agilidade no trânsito e pelo consumo de combustível equilibrado. Tendo produção iniciada em 1996 em nosso país, era um carro bastante extravagante e muito diferente de todos os outros modelos que haviam em nosso mercado. Com um design totalmente arredondado, era um carro distinto que fazia a máxima “ame ou odeie”.

A segunda geração, com design mais sóbrio e aparência bem mais similar a concorrência, chegou 11 anos depois, em 2007. Dessa vez, cim motres de até 107 cavalos, o que trazia uma relativa melhoria nas arrancadas. O modelo, pela defasagem tecnológica, não foi um grande sucesso de vendas.

Porém em 2014, depois 7 anos depois do lançamento da segunda geração, chegava ao nosso mercado a terceira geração do Ford Ka, desenvolvido quase inteiramente pela Ford do Brasil. Dessa vez o acerto foi instantâneo, trazendo um carro bonito, com carroceria recente, equipamentos de segurança como airbags e freios ABS, e um motor de última geração, o que garantia um Ford Ka com bom consumo de combustível – perfeito para épocas em que a gasolina passou dos 4 reais.

Mas a questão da segurança ganhou relevância nos últimos anos com os crash tests do Latin NCAP. E para projetos mais recentes, como é o caso do Ford Ka, é decepcionante ver um resultado muito negativo como o de 2017, quando o compacto recebeu simplesmente zero estrela de cinco possíveis.

Segundo a montadora, o reforço aumentou em 5,3% a rigidez torcional no hatch, e em 9,2% no sedã. É uma evolução razoável, que deve melhorar bastante a performance na próxima bateria de colisões do NCAP latino. Outras melhorias foram feitas também nesse sentido, como a adição de airbags laterais e de cortina, que o credenciam até ao teste do poste. Só que as quatro bolsas infláveis são oferecidas só na versão de topo Titanium, tal como os controles eletrônicos de estabilidade e de tração. Modelos de acesso vêm com ABS e airbags frontais.

O novo Ka passa a ser o único compacto de entrada a trazer todos estes itens de segurança, que soma ainda o assistente de saída em ladeiras quando há o ESP. Contudo, a vantagem é exclusiva para a configuração mais cara. A base prioriza o custo-benefício, motor 1.0 flex aspirado de três cilindros e câmbio manual de cinco marchas. A mecânica é a mesma de antes: são até 85 cv de potência e 10,7 kgfm de torque, quando abastecido com etanol.

O consumo varia conforme as condições do veículo, de acordo com a ficha técnica a média registrada depende da versão, a mais atual:
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Álcool - 9,2 Km/l
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Gasolina - 13,4 km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Álcool - 10,7 km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Gasolina - 15,5 km/l

 

Análise de youtubers:

 

 

 


Veja algumas fotos:

]

Ford KA 1.0 Flex

Ford KA 1.0 Flex

Ford KA 1.0 Flex

Ford KA 1.0 Flex

Ford KA 1.0 Flex

Ford KA 1.0 Flex

Ford KA 1.0 Flex

Ford KA 1.0 Flex

 

Consulte a tabela fipe do ano desejado:

Pesquisar preço de carro tabela fipe

 

Ofertas:

https://carros.mercadolivre.com.br/ford/ka/

https://www.olx.com.br/autos-e-pecas/carros-vans-e-utilitarios/ford/ka/flex

https://www.webmotors.com.br/carros/estoque/ford/ka-?tipoveiculo=carros&marca1=FORD&modelo1=KA%20%2B

 

Fiat Uno Mille WAY ECONOMY 1.0 Flex

O Uno Mille, muito buscado pelos brasileiros nos dias atuais pelo custo/benefício, tendo em vista a praticidade e economia do dia a dia. Versões do FIAT UNO/Mille:

Uno S
Uno CS
Uno CS Top
Uno ELX
Uno SX
Uno 1.5 R
Uno 1.6 R
Uno Mille
Mille Brio
Uno Turbo i.e.
Mille Eletronic
EP
EX
Smart
Mille i.e.
Mille Fire
Mille Economy
Mille Way
Grazie Mille

Novo Uno Economy 1.0
Novo Uno Vivace 1.0 EVO
Novo Uno Attractive 1.4 EVO (fabricado até 2012)
Novo Uno Economy 1.4 EVO
Novo Uno Way 1.0
Novo Uno Way 1.0 EVO (em 2013 só 5p)
Novo Uno Way 1.4 EVO (em 2013 só 5p)
Novo Uno Sporting 1.4 EVO (em 2013 só 5p)
Novo Uno Evolution 1.4 Start-Stop

O consumo varia conforme as condições do veículo, de acordo com a ficha técnica a média registrada:

Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Álcool - 8,9 Km/l
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Gasolina - 12,7 Km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Álcool - 10,7 Km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Gasolina - 15,6 Km/l

Fácil de estacionar, manutenção baixo custo e consumo que atrai diversos consumidores, mesmo sendo um veículo ultrapassado, atende muito bem o dia a dia do brasileiro.

Análise de youtubers:

 

 


Veja algumas fotos:

Fiat Uno Mille Way Economy 1.0 Flex

Fiat Uno Mille Way Economy 1.0 Flex

Fiat Uno Mille Way Economy 1.0 Flex

Fiat Uno Mille Way Economy 1.0 Flex

Fiat Uno Mille Way Economy 1.0 Flex

 

Consulte a tabela fipe do ano desejado:

Pesquisar preço de carro tabela fipe

 

Ofertas:

https://carros.mercadolivre.com.br/fiat/uno/uno-mille-way-economy-1.0-flex-4p

https://www.webmotors.com.br/carros/estoque/fiat/uno/10-mpi-mille-way-economy-8v-flex-4p-manual

https://www.olx.com.br/autos-e-pecas/carros-vans-e-utilitarios/fiat/uno/flex

 

Fiat Uno Mille 1.0 Fire, Flex, economy

Automóvel compacto fabricado pela Fiat, lançado na Europa em 1983, no Brasil no ano seguinte, e sua nova geração (projetada no Brasil) só foi lançada em 2010, direcionada aos países da América Latina. A versão antiga foi produzida até dezembro de 2013 sendo vendida como Fiat Mille, nome adotado inicialmente em 1990, quando adotou um motor com menos de 1000 cc no Brasil.

Além de pequenas mudanças visuais e mecânicas, o que mais chama a atenção do motorista é o “econômetro” no painel de instrumentos. O ponteiro percorre três faixas – branca, amarela e verde – indicando como está a queima de combustível momentânea. A branca indica o ponto-morto e a amarela indica que o motorista está pisando com vontade excessiva no acelerador. A faixa verde é a ideal para uma direção econômica. 

Ainda assim, o Mille é uma prova de que os carros populares ainda pecam na segurança. Ao contrário do Uno que é exportado para outros países, airbags e freios ABS, por exemplo, não entram na lista de itens opcionais. Segundo a montadora, eles não fazem parte dos planos porque, no mercado brasileiro, o preço ainda é um dos maiores fatores determinantes de compra. 

O consumo varia conforme as condições do veículo, de acordo com a ficha técnica a média registrada:
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Álcool - 8,9 km/l
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Gasolina - 12,7 km/l/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Álcool - 10,7 km/l/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Gasolina - 15,6 km/l

Análise de youtubers:

 

 


Veja algumas fotos:

Fiat Uno Mille 1.0 Fire Flex Economy

Fiat Uno Mille 1.0 Fire Flex Economy

Fiat Uno Mille 1.0 Fire Flex Economy

 

Consulte a tabela fipe do ano desejado:

Pesquisar preço de carro tabela fipe

 

Ofertas:

https://carros.mercadolivre.com.br/fiat/fiat-uno-mille-economy-1.0-mpi-8v-fire-flex

https://www.webmotors.com.br/carros/estoque/fiat/uno/10-mpi-mille-fire-economy-8v-flex-4p-manual

https://www.olx.com.br/autos-e-pecas/carros-vans-e-utilitarios/fiat/uno

 

Chevrolet Celta Spirit/ LT 1.0 MPFI 8V Flex

Quando passou a ser comercializado, em setembro do ano 2000, o Celta era um automóvel promissor. A proposta consistia em ser o carro mais barato do Brasil, mas não deu certo. O fato é que, mesmo com preço superior, o pequeno Chevrolet nasceu com design bem resolvido e correspondeu às expectativas para um veículo popular, moderno e com preço competitivo.

O modelo tinha a árdua tarefa de substituir o Corsa Wind. E conseguiu! Em apenas um ano de vida já comemorava a marca de 100 mil veículos produzidos. Hoje são mais de um milhão de unidades. E, mesmo com poucas alterações de design e motorização, o compacto da Chevrolet ainda tem boas vendas.

Além das mudanças mecânicas, a linha 2010 do Celta teve modificações nos conteúdos das versões. Mas o visual continua o mesmo desde 2007. Depreciação do Celta é bem baixo, continua com o mesmo visual da última repaginação, ocorrida em 2007, mas ganhou novos equipamentos. Entre os itens de série, há travamento central das portas, vidros dianteiros elétricos com sistema “um toque”, dispositivo antiesmagamento e fechamento automático.

O consumo varia conforme as condições do veículo, de acordo com a ficha técnica a média registrada:
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Álcool - 9,5 km/l
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Gasolina - 13,8 km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Álcool - 12,2 km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Gasolina - 16,9 km/l 

 

Análise de youtubers:

 


Veja algumas fotos:

Celta Spirit 1.0 Flex

Celta Spirit 1.0 Flex

Celta Spirit 1.0 Flex

Celta Spirit 1.0 Flex

Celta Spirit 1.0 Flex

 

Consulte a tabela fipe do ano desejado:

Pesquisar preço de carro tabela fipe

 

Ofertas:

https://www.olx.com.br/autos-e-pecas/carros-vans-e-utilitarios/gm-chevrolet/celta

https://carros.mercadolivre.com.br/chevrolet/celta/celta-spirit-1.0-flex-4p

https://www.webmotors.com.br/carros/estoque/chevrolet/celta/10-mpfi-vhc-spirit-8v-flex-4p-manual

  

Gol (novo) 1.0 Mi Total Flex

O novo Gol incorpora a linguagem mundial da VW, definida pela dianteira com dois elementos horizontais (correspondentes às áreas ocupadas pelas grades principal e inferior), faróis com fundo escuro e um friso interno cromado e lanternas traseiras multifacetadas. Por dentro, as saídas de ar foram redesenhadas, o console central ganhou acabamento preto e a iluminação dos instrumentos passou a ser branca (com leds) e vermelha. A versão Power tem grade dianteira preto brilhante, com um detalhe cromado que se encontra com os frisos dos faróis. Já na básica, a grade é preto opaco e não traz o cromado.

A lista de equipamentos de série do Gol 1.0 inclui conta-giros, banco do motorista com regulagem de altura, vidros (dianteiros) e travas elétricos, limpador do para-brisa com temporizador, lavador e limpador do vidro traseiro, cintos de segurança traseiros retráteis e para-sóis com espelhos para motorista e passageiro. O Gol Power tem ainda duplo airbag, ABS e direção hidráulica com ajuste em altura e profundidade. Ar-condicionado é sempre opcio- nal, oferecido em pacotes ou livremente.

O consumo varia conforme as condições do veículo, de acordo com a ficha técnica a média registrada:
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Álcool - 8,4 km/l
Ciclo Urbano (Cidade) - Consumo Gasolina - 12 km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Álcool - 9,8 km/l
Ciclo Rodoviário (Estrada) - Consumo Gasolina - 14,1 km/l

É o mais econômico de todos, ficando com a nota A na classificação de economia do Inmetro.

Análise de youtubers:


Veja algumas fotos:

Gol (novo) 1.0 Mi Total Flex

Gol (novo) 1.0 Mi Total Flex

Gol (novo) 1.0 Mi Total Flex

 

Consulte a tabela fipe do ano desejado:

Pesquisar preço de carro tabela fipe

 

Ofertas: 

https://carros.mercadolivre.com.br/volkswagen/gol/volkswagen-gol-%28novo%29-1.0-mi-total-flex-8v-4p

https://www.olx.com.br/autos-e-pecas/carros-vans-e-utilitarios/vw-volkswagen/gol/flex

https://www.webmotors.com.br/carros/estoque/volkswagen/gol/10-mi-8v-flex-4p-manual

 

Toyota Corolla XEi 2.0 Flex 2013

O Toyota Corolla XEi 2013 2.0 já foi campeão de vendas no segmento de carros sedãs médios do mercado brasileiro. Hoje, ele ainda ostenta um dos melhores motor da categoria, e um nível de conforto e confiabilidade que pode ser considerado benchmark.

O consumo varia conforme as condições do veículo, de acordo com a ficha técnica a média registrada:
Ciclo urbano (cidade): 6,5 Km/l de etanol
Ciclo rodoviário (estrada): 9,8 Km/l de etanol

Na gasolina, usuários afirmam que na cidade o Corolla Xei 2.0, faz uma média de 6 á 7 km/l e na estrada de 11 á 13 km/l, com registros de até 15 km/l.

Desempenho 0 a 100 Km/h: 10,6 segundos
0 a 400 metros: 17,6 segundos

O Corolla tem fama de inquebrável - fama esta com correspondência com os fatos. Trata-de de um carro para quem quer entrar, ligar e andar, e não se preocupar com mais nada. Além disso, o Corolla, especialmente nesta versão XEi 2.0 Automática, tem um dos menores índices de desvalorização do mercado - ao redor de 12% no primeiro ano. Tudo isso, porém, não ofusca o fato de seu estilo já estar pedindo uma renovação completa.

O interior do Corolla XEi 2013 também transpira qualidade, com ótima montagem, materiais de boa qualidade e equipamentos modernos. O console central conta com um sistema multimídia que incorpora o sistema de som, entrada auxiliar e USB, controle de climatização e projeta a imagem da câmera de ré, para auxiliar no momento de estacionar. O espaço interno é generoso, com capacidade de acomodar cinco passageiros. O porta-malas tem capacidade volumétrica de 570 litros, e traz como itens de série airbags laterais, sensor de luminosidade, conectividade USB/MP3/Bluetooth, bancos de couro e cruise control.

Trata-de um carro, enfim, confiável, confortável, de baixa desvalorização, elevada liquidez e que faz jus à sua fama de inquebrável, reconhecido internacionalmente, vendido nos EUA e outros países desenvolvidos.

 

Análise de youtubers:

 

 

 

 


Veja algumas fotos:

 

Toyota Corolla XEi 2.0 Flex 2013

Toyota Corolla XEi 2.0 Flex 2013

Toyota Corolla XEi 2.0 Flex 2013

Toyota Corolla XEi 2.0 Flex 2013

 

Consulte a tabela fipe do ano desejado:

Pesquisar preço de carro tabela fipe

 

Ofertas:

https://www.olx.com.br/autos-e-pecas/carros-vans-e-utilitarios/toyota/corolla/2013?o=13

https://carros.mercadolivre.com.br/toyota/corolla/corolla-2013-xei

https://www.webmotors.com.br/tabela-fipe/sp/toyota/corolla/20-xei-16v-flex-4p-automatico/2013

 

Página 1 de 2

Ads Right

Últimos Tweets

Veja as informações e entenda como funciona o seguro de carro par Pessoas com Deficiência. https://t.co/49RlCTDg5k https://t.co/SsqXN5bZ4X
Veja como funciona e como você pode fazer o seguro auto popular da Azul Seguros. https://t.co/lJqqKKeyQJ https://t.co/px28t53A6T
Veja como funciona o seguro auto popular. https://t.co/gqB0jJXfzI https://t.co/aWsomTGKW8
Follow Tabela FIPE on Twitter